Publicado em 26 de setembro de 2017 por Paço da Imagem

Na categoria: Artigos

Câmeras APS ou Full Frame – por Edson Gamma

Uma eterna busca dos fabricantes tanto quanto dos consumidores profissionais e amadores no universo da fotografia digital é a qualidade técnica de imagem. E, um dos elementos do equipamento que está diretamente relacionado com esta qualidade de imagem é o sensor da câmera. Nele estão distribuídos os pixels (picture element). O pixel é a menor unidade de representação de uma imagem digital ao qual é possível atribuir uma cor. A partir da noção do pixel como uma medida de qualidade de imagem, temos como resolução, o produto do número de pixels que um sensor apresenta em sua largura pela altura. Desta forma, quanto maior o número de pixels existente em um sensor, maior será sua resolução e, assim sendo, a qualidade técnica da imagem. Por assim dizer, quanto maior o sensor, maior será o número de pixels que ele comportará. Portanto, quanto maior o sensor, maiores serão as possibilidades de uma câmera fotográfica apresentar, tecnicamente, melhor qualidade de imagem.

 

A luz refratada pela objetiva de um equipamento terá como destino, sensibilizar o sensor desta câmera, formando assim, uma imagem digital. Como temos a produção de sensores de tamanhos distinto, naturalmente temos câmeras com sensores de tamanhos diferentes. Assim, as câmeras que possuem um sensor cujo tamanho mede entorno de 36 x 24 mm, são identificadas como Full Frame. Por outro lado, há um significativo números de modelos de câmeras que possuem um sensor de menor medida, são os APS-C cujo formato fica por volta de 24 x 16 mm. Como temos dois sensores diferentes, certamente teremos diferenças nas imagens captadas por ambos. Assim, além de diversos outros fatores a considerar na escolha de uma câmera, é necessário que saibamos as diferenças de resultados produzidos por cada um dos sensores acima mencionados.

 

O sensor APS

 

Também conhecido como sensor “cropado” (24 x 16 mm).

 

  1. Sua vantagem mais considerável é que seu custo fica bem abaixo que do Full Frame;
  2. Outro item interessante é que o seu tamanho reduzido, facilita o trabalho nos quais desejamos fotografias com maior profundidade de campo;
  3. Sua mais notória diferença, em comparação ao full frame, é a redução do ângulo das objetivas, ou seja, acaba por abarcar uma parte menor da imagem em comparação ao outro. Isso significa que ao utilizar uma lente 50 mm, por exemplo, o ângulo de visão observado corresponderá ao de uma lente 80 mm por conta da necessidade de se aplicar um fator de corte de valor 1,6 a exemplo de uma câmera Canon EOS 6D (50 x 1,6 = 80);
  4. Como são sensores “cropados”, aumentam a distância focal da objetivas facilitando o trabalho de fotógrafos que precisam de teleobjetivas – lentes mais longas;
  5. Os sensores APS também tendem a apresentar mais ruídos que os Full Frames.

 

O sensor Full Frame

 

Os sensores maiores, muitas particularidades interessantes como podemos perceber abaixo:

 

  1. Como são maiores, nos permitem trabalhar com sensibilidades menores visto que são mais sensíveis à luz;
  2. O tamanho das imagens geradas são bem maiores que as cropadas nos permitindo maiores ampliações;
  3. Por outro lado, como são maiores, resultam em imagens com menos profundidade de campo;
  4. Estes sensores não cropam as imagens utilizando exatamente os ângulos que as objetivas originalmente oferecem. Por isso, potencializam o uso de lentes mais curtas;
  5. Todas as lentes utilizadas para câmeras Full Frame, podem perfeitamente, serem utilizadas em câmeras cropadas, mas o inverso não;
  6. As imagens geradas, como são muito maiores, também são mais pesadas demandando não só maior capacidade de processamento com mais espaço para armazenamento;
  7. Também geram imagens com menos ruídos;
  8. As câmeras Full Frame são, potencialmente, mais caras que as APS.

 

Vale observar que não há como  classificar um ou outro tamanho de sensor como o melhor. O mais importante é adequar seu uso para que o produto do seu emprego – a fotografia, atenda seu propósito.

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *